CiaMarginal_Integrantes_Geandra

Atriz da Cia Marginal desde a fundação do grupo, compõe o elenco dos espetáculos Qual é a Nossa Cara?, Ô,Lili, In_Transito e Eles Não Usam Tenis Naique. Participou de workshops com grupos de teatro como: Teatro de Anônimo (Rio), LUME (Campinas) e Via Rosse (Verona-Itália). Atuou nos espetáculos Usina de Prata e Anjos Caídos, da Cia Cala a Boca Já Morreu. Integrou o elenco do filme Tropa de elite 2, dirigido por José Padilha. Atuou no videoclipe Metros Quadrados, da Banda Algoz e no curta-metragem Rosália Marginal, dirigido por Diego de Jesus. Atuou e produziu o filme Das nuvens pra baixo, dirigido por Eliska Alteman e Marco Antonio Gonçalves. Participou da Residência em Cena, com a Cia Urbana de Dança, sob a direção de Sonia Destri. Foi educadora de teatro nos projeto Rede de Adolescentes Promotores, da SMS\RJ, e no Centro de Referencia Maré Mulher – UFRJ. Também é graduanda em Ciências Sociais pela UFRJ e integrou o grupo de pesquisa Musicultura, do Laboratório de Etnomusicologia da Escola de Música da UFRJ.

CiaMarginal_Integrantes_Jaqueline

Atriz e Assistente social formada pela UERJ, integra a Cia Marginal desde a fundação do grupo, atuando nos espetáculos “Qual é a nossa cara?”, “Ô, LILI”, “In_Transito” e “Eles Não Usam Tenis Naique”. Paralelamente aos oito anos de treinamento físico e pesquisa de linguagem desenvolvidos dentro da Cia Marginal, participou de workshops com atores, diretores e grupos de teatro como: Teatro de Anônimo (Rio de Janeiro, RJ), LUME (Campinas, SP), Via Rosse (Verona, Itália), Sydnei Cruz, Márcio Libar, Sotigui Kouyaté, Daniella Carmona, Hilary Chaplain, Norberto Presta, Rosyane Trotta, Juliana Cardim, Isadora Medella, Joana Levi, Massoud Saidpour, Caio Riscado e Christina Streva. Além disso, foi assessora de Arte e Cultura no projeto Rap da Saúde e em 2014 participou do filme “Pele um real” com direção de Aline Guimarães e Dandara Guerra. Em 2015 atuou na série “Decimo Andar” (Canal Brasil) com Direção de Caito Mainer.

 

CiaMarginal_Integrantes_phellipe

Estudante de licenciatura em teatro na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Deu início a sua carreira de ator no ano 2009, quando se formou na Escola Profissionalizante de Ator – SATED, no Retiro dos Artistas, participando da montagem do espetáculo “O Homem do Princípio ao fim”, de Millôr Fernandes. Participou de oficinas ministradas pelos seguintes grupos: Cia. Armazém; CICT do Peter Brook; Centro de Teatro do Oprimido e Cia. Marginal. Em 2013, pela UNIRIO, integrou o elenco do “O Último Godot”, direção Maíra Kestenberg e Orientação André Paes Leme. Por esse espetáculo ganhou na categoria melhor ator o 1° Prêmio Yan Michalski de Teatro em Formação, produzido pelo coletivo “Questão de Crítica”; e foi destaque da faculdade na VIII Mostra Estudantil do CCBB. Em 2013, passou a integrar a Cia Marginal participando dos espetáculos IN_TRÂNSITO (2013 e 2014) e Eles não usam tênis naique (indicado ao prêmio Questão de Crítica nas categorias Elenco e Direção, 2015).

 

CiaMarginal_Integrantes_Priscila2

Psicóloga formada pela PUC e integrante da Cia Marginal desde a fundação da grupo, compõe o elenco dos espetáculos “Qual é a nossa cara” (2007), “Ô, Lili” (2011) e “IN_TRÂNSITO” (2013) e atua como assistente de produção no espetáculo “Eles não usam tênis naique”. Participou do elenco e do roteiro do clipe “O Filho Pródigo Que Cansou de Esperar”, da Banda Levante. Atuou como arte-educadora no projeto Rap da Saúde da Secretaria Municipal de Saúde e em oficinas de teatro para crianças e adultos oferecidas no Complexo do Alemão, na Maré e no Sesc Tijuca. É integrante da ala de tamborim no bloco Se Benze Que Dá. Atua como psicóloga e coordenadora do Espaço Casulo. Realizou trabalhos sociais voluntários com crianças no projeto Germinar – Vila Isabel, que atende crianças do Morro dos Macacos.

CiaMarginal_Integrantes_Rodrigo

Músico percussionista, ator e produtor, integra a Cia Marginal desde 2007. Nos últimos anos, atuou e executou a trilha sonora em uma série de espetáculos teatrais, entre eles “In_Trânsito”, “Eles não usam tênis naique”, da Cia Marginal, “Salve os Prazeres – Um Delirium Ambulatorium”, da Cia dos Prazeres, e os “Os músicos de Bremem”. Como músico percussionista vem participando de shows de grupos e bandas como “Reciclasom”, “Partido Leve”, “Abayomy Afrobeat Orquestra”, “Grupo Zanzar”, “Samba Nonsense”, “Rave de Raiz”, “Mulambo Jazzagrário”, “Baile Primirivo”, “Circo da Silva”, “Você na nuvem – Marcos Campello e Claudia Castelo Branco”. Atua como professor de percussão e iniciação rítmica em uma série de projetos no Rio de Janeiro e coordena o projeto “Panderolando Maré”, onde desenvolve aulas de percussão e técnica vocal nas residências de moradores do Complexo da Maré gratuitamente.

CiaMarginal_Integrantes_Wallace

Graduando em Licenciatura em Teatro na UNIRIO, atua como educador das oficinas de extensão da Cia Marginal e do Programa Teatro em Comunidades da UNIRIO. De 2013 a 2015, atuou no projeto da UNICEF Maré Sem Fronteiras e como assessor cultural e educador no projeto Rap da Saúde, numa parceria da Secretaria Municipal de Promoção a Saúde do CEDAPS. Se 2010 a 2012, atuou como educador da Lona Cultural Hebert Vianna e, de 2008 a 2009, nas oficinas do projeto Viver com Arte (parceria entre Instituto Ayrton Senna e REDES). Em 2008, participou da oficina de elenco ministrada por Camila Amado, para o filme 5x Favela, de Cacá Diegues. Em 2006, atuou no curta-metragem “Memórias da Chibata”, com direção de Marcos Manhães Martins. Integra a Cia Marginal desde 2005, participando do elenco dos espetáculos, Qual é a nossa Cara?, Ô Lili, In-Trânsito e Eles não usam tênis naique. Faz parte também do Coletivo Paralelas, tendo atuado como ator e diretor do espetáculo Umdoum (2015).

…………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………

 

CiaMarginal_Integrantes_Bel

Diretora de teatro, cineasta e antropóloga, Isabel Penoni é mestre e doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social do Museu Nacional (UFRJ), com pós-doutorado pelo Musée du quai-Branly (Paris, França). Desenvolve projetos de criação e pesquisa colaborativa na periferia urbana do Rio de Janeiro e em diferentes áreas indígenas do mundo. Atriz profissional formada pela CAL (Casa das Artes de Laranjeiras), é diretora fundadora do grupo teatral carioca Cia Marginal, respondendo pela direção dos espetáculos “Qual é a nossa cara?” (2007), “Ô,Lili” (2011), “In_Trânsito” (2013) e “Eles não usam tênis naique” (2015). No cinema, dirigiu “Porcos Raivosos?” (10′, 2012) e “Abigail” (17′, 2016), ambos exibidos na Quinzena dos Realizadores (Cannes 2012 e 2016) e premiados em diversos festivais nacionais e internacionais. Atuou como atriz e assistente de direção em diferentes grupos de teatro cariocas, entre eles: o Grupo Moitará, a Cia Ensaio Aberto, o Grupo Hombu e a Grande Cia Brasileira de Mystérios e Novidades.

 

 

CiaMarginal_Integrantes_Bel

Produtora e Historiadora. Tem formação em direção cinematográfica pela Escola de Cinema Darcy Ribeiro e em Gestão Cultural pelo Rio Criativo e SENAI. Coordenou o Ponto de Cultura Porto Aberto a Memória Viva, projeto financiado pelo Ministério da Cultura, sendo responsável por toda a organização pedagógica e administrativa. É co-fundadora do grupo de organização pedagógica e administrativa. É co-fundadora do grupo de pesquisa Musicultura, do Laboratório de Etnomusicologia da Escola de Música da UFRJ. Coordenou a “Ciência do Novo Público”, da Companhia de Teatro Ensaio Aberto, setor responsável pela formação de público para espetáculos. Possui experiência em produção também no cinema, tendo participado de diversos longas e curta-metragens. Pela Produtora Automática, produziu a terceira edição da exposição de arte contemporânea Travessias (2014); e através da Cia Marginal, produziu o espetáculo Eles não usam tênis naique (2015).